domingo, 30 de agosto de 2015

POETAS DA MINHA TERRA - Matias José

                                                           NO JARDIM DO AMOR



                                                          No jardim do amor 
                                                          Há flores 
                                                          De muitas cores... 
                                                          No jardim do amor 
                                                          Há outros amores 
                                                          Trocando saberes... 
                                                          No jardim do amor 
                                                          Brinda-se aos licores 
                                                          De muitos sabores... 
                                                          No jardim do amor 
                                                          Sossegam as dores 
                                                          Sem grandes favores. 

                                                           No jardim do Amor... 
                                                           É muito melhor! 

Matias José 
Ilustração: «O Jardim do Amor»/ André Lhote

MUSEU VIRTUAL DO AL TEJO

TEMÁTICA: LEITURA











DESPORTO

RESULTADOS EQUIPAS DA REGIÃO NO C.N.S.

Almancilense - Juventude de Évora
Lusitano V.R.S.A. - Atletico de Reguengos
Moura - Pinhalnovense.

Com inicio marcado para o 1º Sábado de Outubro fique a conhecer as datas e as equipas que vão disputar a Divisão de Elite e Honra da A.F.E.
Sp. Viana do Alentejo
Lus. Évora
Redondense
Perolivense
Escouralense
Monte do Trigo
Oriolenses
Borbense
Lavre
Calipolense
Portel

Canaviais

Cabrela
Arraiolense
Alcaçovense
Estremoz
Fazendas do Cortiço
Valenças
Santana do Campo
Casa Cultura do Corval
Estrela de Vendas Novas
Giesteira
U. Montemor B

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

VOOS

                             O DO MOSCARDO É O MAIS CONHECIDO  ( Rimsky - Korsakov)



                                                    NO ENTANTO O J.CLARÉ PREFERE O DA GARÇA



SUGERIMOS....

NO ALANDROAL
                                             
                                                           

NOUTRAS LOCALIDADES







DESPORTO


NACIONAL DE SENIORES – 2ª Jornada -  30/08
Almancilense – Juventude de Évora
Lusitano V.R.S.A. – Atlético Reguengos
Moura – Pinhalnovense.

Preparando o Futuro


RECEBIDO C/ PEDIDO DE PUBLICAÇÂO:
PEDIDO DE DIVULGAÇÃO
Os «Amigos de São Brás dos Matos» são um grupo sem fins lucrativos que nasceu em Outubro 2013 na bonita Aldeia da Mina do Bugalho, Concelho do Alandroal no Alentejo.
Este grupo nasce com o intuito de dar azo a prática desportiva, ocupar a juventude, e ocupar também o seu Líder/ impulsionador que é o Jovem Vítor Matos, que abraçou o projecto «Amigos de São Brás dos Matos», equipa de futebol amadora.
Terminada que está a época desportiva 14/ 15 dos «Amigos de São Bras dos Matos» e apesar de todas as dificuldades que encontrámos pelo caminho, conseguimos chegar ao final da época com 23 jogos realizados, iniciámos a temporada no dia 13 de Setembro de 2014 na Vila da Azaruja (Concelho de Évora) frente ao Grupo União Recreio Azarujense e terminámos com o jogo da estreia Internacional dos Amigos de São Brás em Cheles, Província de Badajoz em Espanha no passado 02 de Agosto de 2015.
Durante vários meses percorremos inúmeros campos de futebol do nosso Alentejo, tendo sempre como principal «arma» a FORÇA DE VONTADE, incutida nesta equipa por Vítor Matos. Para ser possível realizar a 2ª época desportiva dos Amigos de São Brás sobrevivemos com Patrocínios, Sorteio de rifas, venda de cachecóis, bonés e t-shirts alusivas aos Amigos de São Brás dos Matos. Por motivos extra-futebol, o Município do Alandroal e a União de Freguesias de Alandroal, São Brás dos Matos e Juromenha não apoiam a nossa equipa, somos a única equipa no Alentejo a realizar um elevado número de jogos durante a época e não temos apoio das entidades que devem apoiar o desporto, não temos campo para os jogos em casa, tendo um Complexo Desportivo Municipal no Alandroal, repito, Municipal que e pago com dinheiro que sai dos nossos bolsos, nós vemo-nos privados de lá poder realizar apenas 1 jogo em casa por mês como era nosso objectivo porque a Autarquia Alandroalense não colabora connosco. Enfim… e o que por cá temos, neste Concelho o Sol quando nasce não e para todos. A falta do campo dificulta-nos imenso incluir o maior número de jovens do Concelho, porque realizando os jogos fora de casa e com longas deslocações não temos transportes suficientes e em muitos jogos a equipa está incompleta, por vezes a jogadores que não podem participar nos jogos por falta de transporte.. Superando as dificuldades conseguimos atingir os objectivos propostos no inicio da época, em 23 jogos, perdemos 09, 04 empates e 10 vitórias, sofremos 59 golos e marcamos 75 golos. Saldo extremamente positivo, faltou-nos regressar ao Estádio Capitão César Correia em Campo Maior, mas o regresso dos Amigos de São Brás está já agendado para breve.
Agradecemos a todos os Patrocinadores oriundos da Mina do Bugalho, Juromenha, Alandroal (grande maioria dos nossos patrocinadores são do Alandroal), Pardais, Vila Viçosa, Borba, Estremoz, Redondo, Évora, São Pedro do Corval, Elvas e Campo Maior que nos têm ajudado imenso, ao Sr Comendador Rui Nabeiro (Delta Cafés) que nos ofereceu um conjunto de equipamentos de futebol, a todos os nossos Apoiantes que têm adquirido os nossos artigos, pessoas da Mina do Bugalho, Alandroal, Juromenha, Rosário, Montejuntos, Redondo, Pardais, Vila Viçosa e Elvas. Agradeço também aos meus pais e alguns amigos, a Comunicação Social Regional que sempre nos tem apoiado. Obrigado Casa de Cultura de Corval e União de Freguesias de Vila Boim. Uma palavra a todos os jogadores que representam os Amigos de São Brás por todo o seu esforço e dedicação por me ajudarem a manter no ativo a grande equipa dos «Amigos de São Brás dos Matos» tendo como lema «FORÇA DE VONTADE».

OBRIGADO A TODOS POR APOIAREM OS «AMIGOS DE SÃO BRÁS DOS MATOS

Vítor Matos



quinta-feira, 27 de agosto de 2015

NÃO PERCEBO

NÃO PERCEBO - PORQUE PREJUDICAM QUEM NÃO TEM NADA A VER COM ISSO, CORTANDO O TRANSITO E NÃO CORTAM A “GAITA” A UM TAL SALGADO, QUE NO SEU PALACETE SE “MIJA” A RIR, COMENDO E BEBENDO DO MELHOR!


NÃO PERCEBO - PORQUE TENDO A FACA E O QUEIJO NA MÃO, NÃO OS METEU NA ORDEM QUANDO DEVIA!

NOTÍCIAS DO ALENTEJO

Alentejo é a Região com maior falta de Médicos.

Agricultores do Alentejo e de Castelo Branco aflitos com a seca.

Campo Maior entregou oficialmente o dossier da candidatura das Festas do Povo de Campo Maior a Património Cultural Imaterial da Unesco. Uma candidatura liderada pela ERT Alentejo.

 O fabricante francês Mecachrome assina hoje o contrato para instalação no parque de Industria Aeronáutica de Évora.




TAUROMAQUIA

CORRIDAS A REALIZAR (Quem gosta vai...quem não gosta...não vai)


CONTAS FURADAS ....


quarta-feira, 26 de agosto de 2015

MEMÓRIAS - Hoje do Chico Manuel

Este foi um dos automóveis no qual o Senhor Domingos Maria Peças, normalmente às Segundas-feiras trazia a muitos Alandroalenses uma noite de sonho e magia. No mesmo transportava uma "catrefa" de material. 
Alem das bobines dos filmes a exibir, a máquina de projectar, as cornetas do som, uma enorme caixa para enrolar e desenrolar as bobines, iluminação necessária e frequentemente um “compagnon de route”, de seu nome Salustriano quando vinha de Monforte, o Padoca quando partia do Alandroal para outras paragens.

Esta é a parte dos incompletos “Casarões”, que por certo muitos Alandroalenses ainda se recordam. Era neste imóvel, que nunca chegou a servir o fim para o qual foi idealizado que o Domingos Peças, nas quentes noites de Verão procedia à exibição dos filmes programados.
Teria sido uma obra de grande envergadura se motivos, julgo pecuniários, não tivessem impedido o seu acabamento. 
Tratava-se de ali construir a sede da então Sociedade Artística, mas que se ficou apenas pelos alicerces, duas grandes divisórias, e o espaço destinado a uma cave de grande dimensão. Na segunda divisória de considerável comprimento, ao fundo foi adaptado um ecran fixo, que permitia o visionamento até em cinemascópio e tecnicolor das “fitas” , muitas vezes com a intromissão de personagens estranhas ao filme (ratinhos, osgas e afins) procedentes do fosso onde era suposto construir um palco, mas que na falta deste se foi enchendo de estranha flora. Ao alto das paredes que separavam as duas divisórias eram colocados os  “alti–falantes” que sem necessidade de Soround nos faziam sonhar escutando o sussurrar de uma Sophia Loren, Grace Kelly, Marilyn Monroe, Brigitte Bardot, Liz Taylor, ou a voz inconfudível de um Burt Lencaster, Tony Curtis, Jonh Wayne, James Stwart…. E então  a “pancadaria” de um Eddie Constantine, ou Tyrone Power que sem necessidade de   3D nos faziam sentir como se os “murros” nos  fossem dirigidos!
Houve que elevar o muro principal na medida em que muitos “borlistas” utilizavam o adro da Igreja como 1º balcão substituindo os poiáis pelas “confortáveis” cadeiras de ferro, ao custo de 2$50, para quem não trouxesse "assento" de casa.
Já a parte lateral (visível na fotografia), era o cemitério das bolas de futebol saídas nas rifas no Domingos Cachamela, pois era ali que duas pedras serviam como traves da baliza, do campo de futebol proporcionado pela extensão dos Arquizes, e onde a bola embatia impulsionada pelos “biqueiros” dos craques.
Com o final do cinema ambulante do Domingos Peças, tornaram-se desnecessários os Casarões, pois chegou-se à conclusão que era de todo impossível concretizar a obra. Foram os mesmos vendidos na altura por 50 contos, verba que deu azo a que a Direcção da Sociedade Artística sugerisse, tendo como fundo de maneio essa verba em caso de prejuízo, a realização das Festas de Setembro. Tal não foi necessário porque em Assembleia Geral, realizada para o efeito, todos os Sócios presentes se comprometeram, conforme as suas posses a disponibilizar a verba necessária em caso de prejuízo.  Não foi necessário, antes pelo contrário.
Mais de meio século se passou. Onde eram os Casarões está agora um Parque Infantil. O local onde se projectava o cinema foi substituído por uma confortável sala de espectáculos, incluída num moderno Forum Cultural.

O local de pó, pedras e lama, que servia de campo da bola, de seu nome Arrequizes, é agora um aprazível local, onde em noites de calor, confortavelmente sentado, se pode disfrutar de um agradável serão.

Saudades do tempo passado. Vontade de usufruir o tempo presente, que vai excasseando...

Chico Manuel

"MAI NADA"


E SE NÃO FOREM NA CONVERSA PERCAM O AMOR AOS TOMATES E CHEGUEM-LHE UMA TOMATADA


SE TIVER POSSIBILIDADES VÁ ATÉ LÁ…MERECE A PENA!



O Festival do Crato arranca hoje, quarta-feira dia 26, e prolonga-se até sábado.
Neste primeiro dia, sobem ao palco Soja, Marcelo D2 e Carlão, tendo ainda como cabeças-de-cartaz para os restantes dias James Arthur, Tom Odell e Guano Apes.
No espaço de acesso livre, os visitantes poderão também usufruir de espetáculos musicais, direcionados para o fado, cante alentejano, tango, flamenco, entre outros.
Durante o evento, a organização disponibiliza ainda um espaço para todos os festivaleiros que queiram acampar.
Os preços dos bilhetes para o Festival do Crato variam entre os dez euros, nos dois primeiros dias, e os 12 euros, nos últimos dois dias do certame.

Os bilhetes para os quatro dias do festival custam 24 euros e com acesso ao “camping” ocasional, durante os quatro dias, 27 euros.